Amante Desperto

 

Resenha de Amante Desperto - Irmandade da Adaga Negra

No tercerio livro da série, descobrimos os tormentos de Zsadist. O vampiro guerreiro, fechado e violento. Pra mim foi um livro extremamente intenso e cheio de sentimento. 

Zsadist, nasceu com sangue de  guerreiro, num lar feliz e tem um irmão gêmeo. Aos dois anos de idade foi sequestrado pos sua babá. Depois da morte dela foi vendido a uma mulher para ser seu escravo.. Trabalhou até sua transição, tornando-se de escravo pessoal dela. Foi torturado até seu limite. Sua Ama se servio de seu sangue e de seu sexo, foi estuprado, servindo assim também aos homens dela. 

Enquanto isso Phury, seu  gêmeo, não descansou até encontrá-lo. E quando o fez, salvou sua vida. 

Contudo, Zsadist carregou consigo toda a dor por mais outros anos, nunca conseguiu se libertar de verdade das suas torturas. Ficou alimentando ódio de si mesmo e de todos. Descontava em seus Irmãos e nas mulheres que se alimentava. Se tornou violento em tudo, inclusive no sexo.

Até que um dia, Bella, uma vampira civil, mexe com seu sentimento. 

Bella passa bons bocados pra chegar perto dele, ela também é sequestrada e torturada, por um redutor, o Senhor O., que nada mais é do que um psicopata que acha que Bella é a sua esposa. Até que os Irmão se unem e conseguem resgatá-la.  E ela encontra nos braços de Zsadist a cura pra sua dor. Mas ele não quer alimentar qualquer sentimento entre os dois. 

Ela é insistente, não é fácil. 

Mas depois do cio, que ele tem que servi-la para aliviar sua dor de fêmea, os sentimentos mudam. E Bella, consegue fazer com que um vampiro durão Desperte para uma vida nova!!

Claro que o livro passa por tantas aventuras que não tem como descrever, as últimas cem páginas são realmente de tirar o fôlego!

Tem momentos ótimos, com Butch, o humano que entende a vida dos vampiros como ninguém e continua apaixonado por Marissa, que nem olha pra ele, (espero que isso mude nos próximos livros da saga)